Pages Menu
TwitterRssFacebook
Categories Menu

Most recent articles

Terremoto – a falha de San Andreas (2015) …e um pouco sobre diálogos e relacionamentos

Posted by on jul 16, 2015 in Blog, Cultural, Filmes e Séries | 0 comments

A princípio, um filme sobre terremotos podia não despertar o interesse de muitos por se tratar, justamente, de terremotos, claro, e de muita ação… mas, foram esses os motivos que me levaram a assistir o filme Terremoto – A falha de San Andreas e mais: me surpreendi com o enredo e o tema abordado sutilmente no longa e então, gerou esse post. Não pretendo dar spoilers, então vou contar o suficiente para que eu possa, ao menos, fazer meu comentário final.

Vamos lá. O filme começa com uma situação aparentemente deslocada do enredo principal – um pequeno desmoronamento leva o carro de uma jovem (rebelde) para fora da estrada, os deixando enroscados em um precipício – para mostrar o protagonista, Ray Gaines, um piloto (de helicóptero) do Departamento de Resgate e Segurança de Los Angeles – interpretado por Dwayne Johnson – em ação, e o quão…profissional é. Cena um tanto tensa.

Em seguida, vem os fatos básicos de Ray e sua família: Ray, em processo de divórcio com Emma (que está namorando um multibilionário de Los Angeles) e Blake, sua filha de vinte e poucos anos. Tardiamente, descobre-se que o casal teve uma outra filha, que acabou morrendo em um acidente (e Ray não conseguiu salva-la). Aqui é a questão que quero comentar, porque as cenas, a ação, produção e edição do filme é muito boa e até surreal. Todos perceberão isso no trailer, em casa, ou melhor, nas telonas. A questão secundária – e que nem todos prestam atenção – do enredo é: um casamento foi ao (quase) fim por falta de diálogo entre o casal sobre a morte da filha. A mãe queria conversar. O pai não. Isso levou a conflitos e mais conflitos.

Abro um parênteses aqui para fazer meu comentário. Há uma dificuldade e incômodo enorme para muitos de nós para falarem sobre o luto, sobre a perda de uma pessoa próxima, ou até mesmo a dificuldade de lidar ou ouvir  o amigo-amiga-conhecido-etc que perdeu alguém (mesmo que este fale naturalmente sobre o assunto). Até mesmo o diálogo entre os que perderam essa pessoa, como citei no parágrafo anterior. Enfim, é necessário que se fale sobre o assunto e que o outro respeite esse momento do colega, mesmo que não entenda. Pequeno comentário “desabafante”.

Voltando ao filme. Paralelamente, dois pesquisadores detectam movimentos contínuos na placa (tectônica) de San Andreas. Para ilustrar, um mapa (repare em Los Angeles e San Francisco) e um fato importante a saber antes de assistir o filme:

“A Costa Oeste dos EUA, especialmente a Califórnia, é um dos lugares com a maior atividade sísmica do planeta. A falha de San Andreas é uma gigantesca rachadura visível de, aproximadamente, 1.300 quilômetros de extensão que marca os limites entre as duas maiores placas tectônicas do planeta: a placa norte-americana e a placa do Pacífico. O deslizamento entre as placas causa grande instabilidade em todo o estado da Califórnia, e foi a principal causa do violento terremoto que abalou a cidade de São Francisco em 1906. Conforme o Instituto de Pesquisas Geológicas dos Estados Unidos, o estado da Califórnia apresenta 99% de chances de ser atingido, nas próximas três décadas, por um terremoto superior a 6.7 graus.”

A aceitação do filme pelos críticos foi mista. Ao meu ver, não é um filme sem falhas, maravilhoso, digno de emojis apaixonados, mas me surpreendeu no que comentei anteriormente. Daria uma nota 7,8 de 10.

Vocês assistiram? O que acharam?

Qual foi o último filme que foi ver no cinema? Gostou?

Beijos!

Gabs

Look: Fitness

Posted by on jun 1, 2015 in Blog, Look, Mundo Feminino | 2 comments

Fazer atividades físicas nem sempre, ou melhor, raramente, é legal e motivador, ainda mais quando o assunto é academia! Para mim, uma grande motivação são roupas confortáveis, de boa qualidade, bonitas e com um preço bom. Por isso, o pessoal da ClickChique me enviou algumas peças e hoje vim mostrar para vocês o que eu achei delas.

Sinceramente, fiquei surpresa com a qualidade delas. O tecido das três (duas calças e um top) são bem resistentes e confortáveis.

Tops sempre foram um problema para mim por serem, geralmente muito finos. Esse aí tem o tecido duplo e um elastico bem resistente. Além disso, é muito bonito!

top top2

A calça em tecido liso tem costuras na parte da frente parecendo calça montaria, além de fazer o tecido aparentar ser mais grosso. Nas fotos da loja não aparece, mas acabei gostando mesmo assim. O tamanho dela deu certinho.

leg1

A outra calça chamada modeladora é bem grossa, durinha mas ainda sim, é confortável. Os detalhes do próprio tecido me agradaram muito e dá pra usar tanto no inverno quanto no verão, além de ser usável no dia a dia também. Ah, e é sem costura.

calca21 calca2

Quanto ao atendimento, achei ótimo, mas acho que o site podia melhorar tanto nas fotos quanto na facilidade de informações e navegação. Fora isso, tudo ótimo na linha fitness! A entrega levou em torno de 10/15 dias.

top calça fitnesscalça sem costura

Vocês verão mais dessas peças no próximo vídeo…aguardem! Mas enquanto isso, o que acharam?

Beijo,

Gabs

Book: Divergente

Posted by on mai 1, 2015 in Blog, Cultural, Livros | 0 comments

Divergente é o nome do primeiro livro da trilogia de mesmo nome e foi escrito por Veronica Roth.

A história se passa em uma Chicago futurista, dividida em 5 facções: Audácia, Amizade, Franqueza, Erudição e Abnegação. Subentendido, cada integrante da facção tem determinada característica principal (a Franqueza, por exemplo, é a sinceridade).

divergente1

Nessa sociedade, quando o indivíduo completa 16 anos é obrigado a “escolher” uma facção com base no resultado do teste de aptidão – teste em que a pessoa é submetida a uma série de testes e situações em que deve escolher soluções – No “grande dia”, o pessoal – os filhos, que devem escolher sua facção, e seus pais – se reúnem em uma sala oval e são chamados um a um para escolher sua facção. Detalhe: uma vez escolhida a facção, a pessoa ficará nela para o resto de sua vida.

Quando li a descrição na orelha do livro achei que seria um pouco parecido com Jogos Vorazes principalmente pela alienação de “mundo ideal” imposto (utopia). E também, THG tem 12 distritos (antes 13) e cada um deles não se relacionam, Em Divergente há 5 facções, que também moram separadas e não se relacionam (diretamente). As pequenas revoluções no livro também se assemelham aos THG, mas as semelhanças param por aí.

divergente2

A personagem principal é Tris (Beatrice Prior) e posteriormente Quatro entra em cena como personagem principal.

Tris não tem aptidão para uma facção, mas para três (Abnegação – de sua origem, onde vivia até então -, Audácia e Erudição), o que além de raro, a torna “Divergente” e a coloca em extremo perigo. Não vou me prolongar para não “dar spoiler”, tudo o que eu falei aqui vai até a página 70 do livro, aproximadamente.

divergente4

O livro tem a capa linda, folhas amareladas, gostei do alinhamento das páginas, espaçamento, a fonte principal, e a fonte secundária (títulos, e tal). São 504 páginas de uma história incrível! Não achei que ia gostar tanto, mas amei e está nos meus queridinhos, junto com Jogos Vorazes e Harry Potter. O final é surpreendente.

divergente3

Mostrei esse livro em quatro vídeos no canal do youtube. E ah, tem filme!

ISBN 978-85-7980-131-0

Livrarias Curitiba | Livrarias Saraiva | Submarino

Alguém aí já leu? Se sim, o que acharam?

Até mais!

Gabs.

Look: Classic

Posted by on abr 18, 2015 in Look, Mundo Feminino | 0 comments

 

 

 

 

 

 

Hello! Voltando aos looks do dia aqui no blog (vocês adoravam!) o de hoje é clássico: clássico: camisa branca de algodão, saia preta rodada com bordados, e scarpin. O toque mais “moderno” veio da cor do sapato: turquesa. Adoro looks assim!

lookparty3

Dá pra usar o look no dia a dia (com sapatilha, para deixar mais casual) ou a noite, com salto.

 

lookparty1 lookparty5 lookparty7 lookparty6

 

 

O que vocês acharam?

Beijo!

Gabs